Espatódea


NOME CIENTÍFICO: SPATHODEA CAMPANULATA
NOMES POPULARES: TULIPEIRA, ÁRVORE-DE-BISNAGAS, ÁRVORE-DE-TULIPAS, BISNAGUEIRA, ESPATÓDEA, TULIPEIRA-AFRICANA, TULIPEIRO-AFRICANO
A TULIPEIRA É UMA ÁRVORE DE CRESCIMENTO RÁPIDO E EFEITO MUITO ORNAMENTAL. SEU PORTE É MÉDIO, PODENDO ATINGIR 24 METROS. NA ÁFRICA, SEU LOCAL DE ORIGEM, PODE-SE OBSERVAR EXEMPLARES COM ATÉ 30 METROS DE ALTURA. O TRONCO APRESENTA UM DIÂMETRO DE 30 A 50 CM, A MADEIRA É CLARA E MOLE E A CASCA FINA E SUBEROSA. AS FOLHAS SÃO GRANDES, OPOSTAS E SÃO COMPOSTAS POR NUMEROSOS FOLÍOLOS (4 A 19) ALONGADOS E OVAL-LANCEOLADOS.
A PRIMEIRA FLORAÇÃO OCORRE QUANDO A ÁRVORE APRESENTA APENAS 3 A 4 ANOS. AS FLORES SÃO VERMELHO-ALARANJADAS OU AMARELAS, DE ACORDO COM A VARIEDADE E SURGEM DE INFLORESCÊNCIAS TERMINAIS, COM BOTÕES NUMEROSOS QUE ABREM-SE SUCESSIVAMENTE, GARANTINDO UMA LONGA FLORAÇÃO. O PERÍODO DE FLORAÇÃO VARIA COM A LOCALIDADE ONDE A PLANTA SE ENCONTRA. OS FRUTOS SE ASSEMELHAM A VAGENS E CONTÉM NUMEROSAS SEMENTES ALADAS, QUE SE DISPERSAM COM O VENTO. A TULIPEIRA É UMA ÁRVORE DE COPA DENSA E MUITO RÚSTICA, INDICADA PARA ESPAÇOS QUE REQUEREM ÁRVORES DE RÁPIDO CRESCIMENTO, COMO EM LOCAIS ERODIDOS, PARQUES E JARDINS PÚBLICOS. NÃO DEVEM SER PLANTADAS EM CALÇADAS OU PRÓXIMAS À CONSTRUÇÕES E TUBULAÇÕES, POIS SUAS RAÍZES SÃO MUITO AGRESSIVAS. SUA BELEZA É EVIDENCIADA QUANDO PLANTADA ISOLADA EM EXTENSOS GRAMADOS BEM CUIDADOS. APESAR DE AS FLORES ATRAÍREM ABELHAS E BEIJA-FLORES, ELAS SÃO CONSIDERADAS VENENOSAS PARA ESTES E OUTROS ANIMAIS, POR POSSUÍREM ALCALÓIDES TÓXICOS. DEVEM SER CULTIVADAS SOB SOL PLENO, EM SOLO FÉRTIL, BEM DRENADO, E ENRIQUECIDO COM MATÉRIA ORGÂNICA. ÁRVORE TIPICAMENTE TROPICAL, NÃO SE ADAPTA A PAÍSES DE CLIMA FRIO.