Pitanga


NOME CIENTÍFICO: EUGENIA UNIFLORA
NOME POPULAR: PITANGA NATIVA
A PITANGUEIRA É MUITO CULTIVADA EM POMARES DOMÉSTICOS DE TODO O PAÍS E FREQUENTE EM SEU HABITAT NATURAL NAS MATAS SEMIDECÍDUAS DO PLANALTO E DA BACIA DO PARANÁ DESDE MINAS GERAIS ATÉ O RIO GRANDE DO SUL, BEM COMO NAS RESTINGAS DE TODA A COSTA BRASILEIRA. É UMA ÁRVORE SEMIDCÍDUA MUITO VARIÁVEL, DE 6 A 12 M, COM BROTAÇÃO NAS RAÍZES QUE CHEGAM A FORMAR TOUCEIRA. FOLHAS CARTÁCEAS, AROMÁTICAS E GLABRAS. FLORES SOLITÁRIAS OU EM GRUPOS DE 2 A 3, AXILARES, FORMADAS DE AGOSTO A NOVEMBRO. FRUTOS GLOBOSO-COSTADOS, DE TAMANHO E COR VARIÁVEIS COM AFORMA, DE POLPA SUCULENTA, DOCE OU ACIDULADA, OCASIONALMENTE RESINOSA, MATURAÇÃO DE OUTUBRO A JANEIRO. OS FRUTOS SÃO CONSUMIDOS "IN NATURA" (FRESCOS OU EM SUCOS) E NA FORMA DE GELÉIAS.
DEVE SER CULTIVADA SOB SOL PLENO, EM SOLO PREFERENCIALMENTE FÉRTIL E PROFUNDO, ENRIQUECIDO COM MATÉRIA ORGÂNICA E IRRIGADO REGULARMENTE POR PELO MENOS DOIS ANOS APÓS O PLANTIO E EM REGIÕES SEMI-ÁRIDAS. ADAPTA-SE A DIFERENTES TIPOS DE SOLO, VEGETANDO BEM EM SOLO PESADAS E ATÉ MESMO EM RESTINGAS E PRAIAS. NÃO TOLERA SALINIDADE OU ESTIAGEM PROLONGADA. RESISTENTE AO FRIO, É CAPAZ DE TOLERAR TEMPERATURAS ABAIXO DE ZERO.