Palmeira real


NOME CIENTÍFICO: ARCHONTOPHOENIX CUNNINGHAMII
NOME POPULAR: PALMEIRA REAL
PALMEIRA SOLITÁRIA, ELEGANTE, PROVIDA DE PALMITO GRANDE, DE 8 A 10 M DE ALTURA. CAULE CILÍNDRICO E NÃO DILATADO NA BASE, LEVEMENTE ANELADO, DE 18 CM EM MÉDIA DE DIÂMETRO. FOLHAS PINADAS, DE 2 A 3 M DE COMPRIMENTO, VARIÁVEIS, POUCO OU FORTEMENTE RECURVADAS, ÀS VEZES ERETAS, COM PINAS LONGAS, DE COR VERDE EM AMBAS AS FACES. INFLORESCÊNCIAS MUITO RAMIFICADAS, GRANDES, PENDENTES, DISPOSTAS ABAIXO DO PALMITO, DE COLORAÇÃO BRANCA QUANDO JOVEM. FRUTOS ESFÉRICOS, VERMELHOS, PEQUENOS.
ESTA PALMEIRA É AMPLAMENTE UTILIZADA NO PAISAGISMO URBANO NAS GRANDES CIDADES BRASILEIRAS. DA MESMA FORMA QUE OUTRAS PALMEIRAS, A SEAFÓRTIA CONFERE UMA BELEZA TROPICAL A QUALQUER JARDIM OU PARQUE, COM A DIFERENÇA DE QUE CRESCE MUITO MAIS RÁPIDO SE COMPARADA A OUTRAS ESPÉCIES. PODE SER UTILIZADA ISOLADA, EM RENQUES OU EM GRUPOS. QUANDO PLANTADAS BEM JUNTAS EM DUPLAS OU TRIOS, OBTÉM-SE UM EFEITO INTERESSANTE E ESCULTURAL, POIS AS PALMEIRAS FICAM LIGEIRAMENTE CURVAS.
DEVE SER CULTIVADA PREFERENCIALMENTE SOB MEIA-SOMBRA QUANDO JOVEM E SOL PLENO QUANDO ADULTA. O SOLO DEVE SER FÉRTIL, DRENÁVEL, ENRIQUECIDO COM MATÉRIA ORGÂNICA E IRRIGADO REGULARMENTE PARA UM RÁPIDO DESENVOLVIMENTO.